metodologia

Do ponto de vista metodológico, o projecto irá criar uma plataforma de conhecimento ampliada, incluindo quatro centros de investigação com experiência na área (Governança, Competitividade e Políticas Públicas da Universidade de Aveiro; Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa; Estudos de Economia Aplicada da Universidade dos Açores; Investigação em Ciências Sociais da Universidade do Minho). O projecto reunirá investigadores de Portugal, Inglaterra, Austrália, Brasil e Suécia, alguns deles já consultores do projecto anterior.

Sendo o turismo um sector diversificado, o estudo empírico será estratificado nas sete regiões portuguesas, o que explica o envolvimento das universidades e institutos politécnicos participantes, que abrangem todo o território do país. O estudo será estendido ao Brasil, o que possibilitará a realização de uma análise comparativa entre países.

Serão usadas fontes secundárias (dados estatísticos e projectos anteriores), mas a maioria dos dados advirá de um vasto trabalho de campo junto de empresas e organizações de turismo em Portugal. Serão ainda recolhidos dados através de um questionário online em Portugal e no Brasil. Espera-se uma elevada taxa de resposta, uma vez que o projecto inclui os órgãos governamentais nacionais que promovem a igualdade de género (CITE e CIG) e a Confederação do Turismo Português (membro da CITE). Desta forma, os questionários serão enviados directamente pelos representantes das organizações nacionais de turismo. Entrevistas semiestruturadas, workshops regionais e análise multivariada de dados auxiliarão na interpretação de resultados. [ver mais informações]

pesquisa
facebook twitter

financiadores
financiadores
copyrightidtour